Interface
Adjust the interface to make it easier to use for different conditions.
This renders the document in high contrast mode.
This renders the document as white on black

Observatório é apresentado durante evento sobre Ciência Aberta na Fiocruz

30/11/2018

Apresentação aconteceu durante evento “Gestão e Abertura de Dados para Pesquisa na Fiocruz: Oportunidades de Capacitação em Ciência Aberta e Marcos Legais Brasileiros“. Foto: Peter Ilicciev/CCS Fiocruz 

 

Como o Observatório em Ciência, Tecnologia e Inovação da Fiocruz se insere na iniciativa da Ciência Aberta? Foi com este mote que a pesquisadora e membro do Comitê Gestor do Observatório, Bruna Fonseca, conduziu a apresentação da nova versão do projeto no evento “Gestão e Abertura de Dados para Pesquisa na Fiocruz: Oportunidades de Capacitação em Ciência Aberta e Marcos Legais Brasileiros“, que aconteceu na Tenda na Ciência, em Manguinhos, no dia 22 de novembro. 

A apresentação começou com uma contextualização do histórico da iniciativa - lançada em 2016 como um piloto e reformulada a partir das experiências anteriores durante 2018 - até ser relançada no mês de outubro. “Trata-se de uma iniciativa colaborativa dentro da Fiocruz, com a coordenação geral da Vice-Presidência de Educação, Informação e Comunicação (VPEIC) e que tem no seu Comitê Gestor profissionais vinculados ao Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde (CDTS) e a Casa de Oswaldo Cruz (COC)”, explicou Bruna, destacando ainda a cooperação técnica com a Coordenação-Geral de Gestão de Tecnologia de Informação (Cogetic) e Plataforma de Ciência de Dados do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnologia em Saúde (Icict) e outras parcerias, com o próprio Icict e com o Repositório Institucional Arca. 

“O objetivo do Observatório é contribuir para a gestão e formulação de políticas institucionais e apoiar a gestão, ampliando o conhecimento sobre a Fiocruz para a Fiocruz”, apontou. 

Durante a apresentação, todas as seções do portal foram exploradas, com foco nas novidades recém-implementadas nesta nova etapa do projeto, como a de indicadores, que agrega artigos científicos publicados pela Fiocruz nos últimos cinco anos, coletados em três bases de dados diferentes e também as patentes depositadas pela instituição até 2018 e cuja visualização se dá através de dashboards interativos e dinâmicos. Também foi apresentada a área de Referências do site, que traz visibilidade aos trabalhos que tem como objeto ou tema de estudo a Fiocruz. 

“Vale ressaltar que todos esses dados serão atualizados a cada seis meses. Não é uma avaliação de desempenho, mas um retrato da Fiocruz, da maneira mais fiel possível, para mostrar para a própria Fiocruz e também para a sociedade”. “Na seção de estudos reunimos levantamentos pautados por temas de relevância para a Fiocruz. Todos que foram produzidos em 2017 permanecem no portal, já que não temos o intuito de esquecer o que foi feito até então. Também estamos trabalhando em um novo estudo, sobre as contribuições dos países latino americanos e do Caribe durante a epidemia de zika e cuja versão inicial já está disponível no Observatório”, comentou Bruna, que terminou a fala fazendo um chamado ao público. “Essa apresentação também é um convite para que vocês visitem o Observatório, iniciativa em constante construção e na qual não estamos limitados apenas ao que está disponível hoje”. 

Além da apresentação do Observatório, o evento marcou o lançamento do estudo ‘Marcos legais nacionais em face da abertura de dados para pesquisa em saúde: Dados pessoais, sensíveis ou sigilosos e propriedade intelectual’, organizado por Paulo Guanaes, profissional vinculado à Escola Politécnica Joaquim Venâncio. A atividade é parte de uma série de ações institucionais que compõem a formulação de uma política que fomente a Ciência Aberta na Fiocruz, a partir da proposta de um novo fazer científico, mais colaborativo, transparente e sustentável. 

Na ocasião também foi apresentado ao público o curso “Do Acesso à Ciência Aberta - Programa de Formação Modular em Ciência Aberta” pela diretora da Escola Corporativa da Fiocruz, Carla Kaufmann. O curso, na modalidade educação a distância, aborda principais conceitos, potenciais benefícios e visões críticas sobre a Ciência Aberta, dialogando com o panorama internacional e apresentando uma perspectiva brasileira, com ênfase na saúde pública. As inscrições começam no dia 10 de dezembro. 

Em breve será disponibilizado o vídeo do evento, que será publicado no Portal e nas redes sociais do Observatório

Conteúdo relacionado: 
Portal do Observatório em CT&I da Fiocruz é relançado com nova proposta
Observatório será apresentado durante IV Encontro da RedDes
Novo Portal do Observatório será apresentado em evento sobre gestão e abertura de dados para pesquisa
Em primeiro plano a silhueta de uma pessoa e em segundo plano a pesquisadora Bruna, segurando o microfone.