• Esta análise foi baseada no universo 1779 (mil, setecentos e setenta e nove) profissionais que desempenham “função de pesquisa” na instituição, considerando o ano base 2015, permitindo identificar sua distribuição por titulação máxima, carreira, gênero e década de ingresso, entre outros. O perfil do pesquisador da Fiocruz foi traçado a partir dos dados extraídos da Plataforma Lattes somados aos registros administrativos da instituição, o que permitiu delinear a evolução e estágio atual da comunidade de pesquisadores, considerando aquelas dimensões disponíveis nas fontes de dados analisadas.

  • O perfil da produção científica da Fiocruz aqui retratado é uma descrição inicial da produção de conhecimento que compõe a essência da missão institucional, contemplando sua produção bibliográfica, projetos de pesquisa, grupo de pesquisa e orientações. A Plataforma Lattes foi utilizada como fonte primária para identificação da produção científica de 1.779 pesquisadores identificados como o universo de pesquisadores da instituição, descritos no relatório Perfil do Pesquisador, tendo como base o período 2000-2015.

  • A pesquisa em tuberculose torna-se cada vez mais importante para que possam ser desenvolvidas novas formas de diagnóstico, vacinas e medicamentos para tratamento. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) tem ampla atuação na pesquisa em tuberculose, incluindo projetos de pesquisa clínica, promoção da saúde, diagnóstico molecular e imunológico, susceptibilidade genética e resistência à doença, genômica funcional e interação patógeno-hospedeiro. Essa avaliação visa auxiliar a formulação de políticas que fortaleçam ainda mais a pesquisa em tuberculose na instituição.

  • Este estudo teve por objetivo analisar a evolução do desenvolvimento e produção de diagnósticos na Fiocruz. Alguns indicadores foram selecionados e aplicados a duas unidades da Fiocruz que tem como objetivos o desenvolvimento e produção industrial de kits diagnósticos, no período de 2004 a 2015. Por meio desta análise é possível identificar dados sobre as duas estratégias tecnológicas adotadas pela instituição, a aquisição de tecnologias através de contratos de transferência de tecnologia e os projetos de desenvolvimento tecnológico autóctones.

  • Inserida no rol de doenças consideradas as mais negligenciadas dentre as doenças negligenciadas (Tipo III) por incidirem exclusiva ou majoritariamente nas populações mais pobres de países em desenvolvimento (WHO,2012), a distribuição geográfica das leishmanioses no mundo tem crescido nas duas últimas décadas bem como o número de casos reportados. Além de ser um país endêmico, o Brasil é reconhecido como um dos principais produtores de conhecimento científico sobre Leishmanioses tendo a Fiocruz um importante papel neste contexto. Esta análise, voltada para a identificação de redes de colaborações entre países, pesquisadores, organizações e áreas temáticas, visa subsidiar a formulação de políticas institucionais que fortaleçam os avanços científicos e tecnológicos sobre leishmanioses.

  • Esses pedidos de patente estão consonantes com a estratégia de inovação da Fiocruz e com os preceitos do Complexo Econômico e Industrial da Saúde (CEIS), e atendem as principais demandas do Sistema Único de Saúde (SUS).