Redes

Redes de Pesquisa em Tuberculose

A pesquisa em tuberculose torna-se cada vez mais importante para que possam ser desenvolvidas novas formas de diagnóstico, vacinas e medicamentos para tratamento. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) tem ampla atuação na pesquisa em tuberculose, incluindo projetos de pesquisa clínica, promoção da saúde, diagnóstico molecular e imunológico, susceptibilidade genética e resistência à doença, genômica funcional e interação patógeno-hospedeiro. Essa avaliação visa auxiliar a formulação de políticas que fortaleçam ainda mais a pesquisa em tuberculose na instituição.

Redes de Pesquisa em Leishmaniose

Inserida no rol de doenças consideradas as mais negligenciadas dentre as doenças negligenciadas (Tipo III) por incidirem exclusiva ou majoritariamente nas populações mais pobres de países em desenvolvimento (WHO,2012), a distribuição geográfica das leishmanioses no mundo tem crescido nas duas últimas décadas bem como o número de casos reportados. Além de ser um país endêmico, o Brasil é reconhecido como um dos principais produtores de conhecimento científico sobre Leishmanioses tendo a Fiocruz um importante papel neste contexto. Esta análise, voltada para a identificação de redes de colaborações entre países, pesquisadores, organizações e áreas temáticas, visa subsidiar a formulação de políticas institucionais que fortaleçam os avanços científicos e tecnológicos sobre leishmanioses.