Interface
Adjust the interface to make it easier to use for different conditions.
This renders the document in high contrast mode.
This renders the document as white on black

Cooperação internacional da Fiocruz: o caso do projeto de instalação da Fábrica de Medicamentos em Moçambique

Este estudo analisa o projeto de instalação da Sociedade Moçambicana de Medicamentos S.A., uma cooperação internacional realizada entre Brasil e Moçambique, executada pelo Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O objetivo dessa cooperação é transferir tecnologia para a produção pública de medicamentos no país, com o propósito de apoiar a ampliação do acesso da população aos medicamentos, sobretudo antirretrovirais. Consideraram-se especialmente os aspectos operacionais do projeto. Trata-se de um estudo de caso, alicerçado na análise bibliográfica e documental, entrevistas e observação direta. A hipótese norteadora foi que projetos de transferência de tecnologia para a produção de medicamentos em países em desenvolvimento podem contribuir para a melhoria do acesso da população local a tais insumos, desde que outros pré-requisitos sejam observados, tanto no país que oferta a cooperação quanto no país receptor, tais como, mecanismos apropriados que viabilizem a cooperação, mão de obra qualificada, conjunturas políticas e econômicas favoráveis. Os resultados evidenciam que o Brasil conseguiu transferir a tecnologia e instalar a estrutura física necessária à produção de medicamentos em Moçambique; capacitar profissionais; efetivar a produção de parte da lista de medicamentos acordada com o Ministério da Saúde de Moçambique; viabilizar a obtenção dos registros para a produção de medicamentos junto à autoridade regulatória local; impulsionar a revisão da legislação moçambicana sobre medicamentos, levando em consideração as necessidades da nova indústria farmacêutica; e apoiar o efetivo funcionamento da fábrica. Esse processo trouxe ganhos para Brasil: aprendizado da equipe envolvida no projeto e acúmulo de conhecimentos, em Farmanguinhos/Fiocruz, sobre o planejamento, avaliação e execução de atividades de cooperação internacional focadas na transferência de tecnologia para a produção farmacêutica. Estimulou a reflexão crítica sobre as potencialidades e fragilidades da prática brasileira de cooperação internacional nessa área, bem como discussões sobre os mecanismos necessários para a implementação desse tipo de empreendimento em países em desenvolvimento. Por outro lado, várias dificuldades tiveram que ser superadas, em ambos países, e inúmeros problemas ainda permanecem para a efetiva operação autônoma da fábrica. Entre eles destacam-se: pouca quantidade e experiência de profissionais locais para atuar numa indústria farmacêutica; dificuldade de retenção da mão de obra capacitada pelo projeto; pequeno número, no país, de fornecedores de insumos e de prestadores de serviços especializados no segmento farmacêutico; alta dependência nacional da ajuda externa e de doações de medicamentos; falta de consenso no governo sobre a importância da produção pública nacional de medicamentos; e ausência de uma política nacional de assistência farmacêutica que valorize a produção local de medicamentos como um dos itens fundamentais para suprir as necessidades da população e impulsionar o desenvolvimento do país.


Categoria de assunto

Tipo de documento

Ano de publicação

2014

Autor

  • Rodrigues, Rawlinson Dias