Big data e controle na era digital: tecnogênese de uma memória a serviço do mercado e do estado

Compartilhe!

Este artigo é produto da pesquisa, em andamento, “dimensões tecnopolíticas do esquecimento: usos e abusos da memória na era digital” cujo objetivo é compreender as práticas e formas de memória no ambiente digital da World Wide Web como ação política e cultural da sociedade contemporânea. Dessa forma, neste artigo comunicar-se-ão alguns resultados preliminares no âmbito da revisão de literatura pertinente ao que é o Big Data e sua correlação possível com os estudos da Ciência da Informação em perspectiva interdisciplinar. Ao pensar sobre a possível “saturação” da memória através dos canais informacionais e suas respectivas tecnologias, também serão apresentados alguns dados da pesquisa de campo realizada sobre o Big Data na internet, enquanto lugar de produção e circulação de discursos e significações, capaz de gerar informações constituidoras de uma grande memória digitalizada da sociedade global, em muitos aspectos, criada à revelia de homens e mulheres na atualidade. Nesta primeira etapa de levantamento de dados e bibliografia, alguns resultados apontam para uma clara necessidade de se discutir o Big Data para além de sua dimensão econômica, refletindo sobre políticas públicas de acesso à informação e proteção à privacidade.

Tipo de Documento: 
Instituição Editora: 
Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação (Ancib)
Autor ou Criador: 
Ricardo M. Pimenta
Citação: 

PIMENTA, Ricardo M. Big data e controle  na era digital: tecnogênese de uma memória a serviço do mercado e do estado. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v.6, n.2, p. 1-19, jul./dez. 2013.

 

Ano de Publicação do documento: 
2013
Compartilhe!