Interface
Adjust the interface to make it easier to use for different conditions.
This renders the document in high contrast mode.
This renders the document as white on black

Influência do estado nutricional na evolução clínica e terapêutica de adultos e idosos com Leishmaniose tegumentar americana

O objetivo deste estudo foi descrever o estado nutricional de pacientes adultos e idosos com leishmaniose tegumentar americana (LTA). Foi realizado um estudo longitudinal em 68 pacientes adultos e idosos com LTA atendidos no Laboratório de Vigilância em Leishmanioses – Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas – Fiocruz, no período de 2009 a 2012. A avaliação nutricional foi realizada através do peso, altura, Índice de Massa Corporal e albumina sérica. A evolução clínica (epitelização e cicatrização das lesões) foi avaliada até dois anos após o tratamento de LTA. A maioria da amostra era composta por homens (71%), adultos (73%), com renda familiar de 1 a 5 salários mínimos (79%) e com grau de instrução fundamental incompleto (48,5%). A forma predominante da LTA foi a cutânea (72%) e 39% apresentaram comorbidades, sendo a hipertensão arterial a mais frequente (30,8%). As intercorrências clínicas e nutricionais mais prevalentes foram: redução recente na ingestão de alimentos (23,9%), obstrução nasal (22,1%), úlcera oral (14,7%), anorexia + disfagia (13,2% cada) e odinofagia (10,3%). O tempo de cicatrização foi de 145,50 ± 87,84 dias para lesões cutâneas e 172,89 ± 123 dias para lesões mucosas. Foram observados baixo peso em 10% e hipoalbuminemia em 12% dos pacientes. O baixo peso foi mais freqüente em idades elevadas, leishmaniose mucosa (LM), obstrução nasal, redução recente na ingestão alimentar e hipoalbuminemia. Quanto à depleção da albumina sérica, observou-se associação significativa com a LM, dispneia, disfagia, odinofagia, redução recente da ingestão alimentar, ausência de cicatrização completa das lesões cutâneas e maior tempo de cicatrização das lesões mucosas. A LM e suas intercorrências que afetam a ingestão alimentar foram relacionadas ao comprometimento do estado nutricional. Adicionalmente, a depleção da albumina sérica afetou negativamente a cicatrização das lesões, sugerindo que uma intervenção nutricional poderia aumentar a eficácia do tratamento da LTA.


Tipo de documento

Ano de publicação

2013

Autor

  • Oliveira, Analucia Gomes Lopes