Fator de impacto

Bibliometria: evolução histórica e questões atuais

Promove-se uma análise do campo de conhecimento intitulado bibliometria. Inicialmente, são vistas as três leis fundadoras do campo, a lei de produtividade de autores de Lotka, a lei de dispersão de periódicos de Bradford e a lei de freqüência de palavras de Zipf, bem como seus desdobramentos e aplicações em tempos recentes. São também vistos a teoria epidêmica e a análise de citações, também em suas aplicações contemporâneas, como por exemplo os estudos de frente de pesquisa e fator de impacto. Por fim, analisa-se o desenvolvimento deste campo de estudos no Brasil e as tendências atuais, com destaque para as abordagens que buscam ampliar o escopo dos estudos realizados integrando os métodos bibliométricos a distintos corpos teóricos.

Influência e Limites do Fator de Impacto como Métrica de Avaliação na Ciência

O Fator de Impacto permeia a consciência coletiva dos pesquisadores, tornando-se uma medida que traduz a qualidade dos periódicos, os artigos neles publicados e seus autores. Este artigo objetiva apresentar e discutir o Fator de Impacto, indicador bibliométrico que ocupa lugar de discussão no âmbito da comunidade científica, internacional e nacional, numa amplitude histórica e contemporânea. Descreve a origem do Fator de Impacto e sua implantação pelo Institute for Scientific Information. Abrange o Fator de Impacto como instrumento bibliométrico e a sua importância na aferição da qualidade dos periódicos científicos, artigos científicos e esquisadores. Discute as críticas referentes à inadequação do Fator de Impacto para avaliação da produção científica, seu uso inadequado e estratégias alternativas para metrias na ciência, pontuando também o ambiente digital. Procura mostrar pontos a favor e contra o Fator de Impacto, considerando o atual contexto da publicação científica, com uma visão crítica das métricas utilizadas para avaliação da produtividade científica.

Scientific journal publishing is too complex to be measured by a single metric: time to review the role of the impact factor!

Considering all the stakeholders with an interest in scientific publishing (e.g., authors, reviewers, readers, academics, editors, librarians, funding bodies, research institutions, for profit and non profit organisations), it is beyond doubt that no single metric can provide a common objective for all stakeholders. A journal is only a vehicle to convey the scientific information targeted to a specific audience. A high IF in general indicates a high quality journal; however, this quality is not automatically transferred to every article published in a general. Articles should be judged on their individual merits and not on the journal of their publication. Other metrics such as citations and altmetric scores are better for measuring the quality and impact of individual articles. Perhaps valorizing the article level metrics is the most important change we have to introduce in the scientific publishing arena.

Caminhos para adequação da avaliação da produção científica brasileira: impacto nacional versus internacional

Diversos indicadores bibliométricos têm sido empregados na avaliação de desempenho de pesquisadores, universidades e países. Indicadores de impacto, calculados a partir das citações recebidas pelos artigos, têm sido objeto de muitos estudos constantes da pesquisa documentária. Dessa maneira, almeja-se apontar possíveis formas de adequação da análise do impacto de revistas brasileiras com vistas ao aprimoramento dos critérios de avaliação de produção científica no Brasil. Objetivos. A pesquisa foi conduzida de acordo com três objetivos: (1) Verificar se o uso exclusivo de indicadores internacionais deixa a política científica brasileira fora do contexto de sua realidade local, e se o acesso às revistas indexadas nas bases do ISI (Thomson Scientific) tem se justificado pelo uso ? o acesso gratuito aos textos completos é oferecido à comunidade científica pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). (2) Investigar se a base SciELO pode oferecer indicadores de impacto da produção científica brasileira com vistas ao aprimoramento da avaliação científica nacional. (3) Buscar propor metodologias de indicadores mais adequadas à realidade da ciência brasileira. Metodologia. Foi conduzido um estudo exploratório quantitativo, baseados em características qualitativas e quantitativas de revistas científicas provenientes de três fontes: revistas classificadas pela Avaliação Qualis (triênio 2001/2003), revistas do Portal de Periódicos da Capes e revistas indexadas na base SciELO (Scientific Electronic Library). Uma comparação do impacto nacional e internacional de um conjunto de revistas brasileiras indexadas na base SciELO foi realizada a partir das citações recebidas pelas revistas em cada contexto (base SciELO e as bases do ISI). Uma metodologia de análise de revistas foi apresentada aplicando-se técnicas de análise estatística multivariada a um conjunto de 42 indicadores. Resultados. A análise da Avaliação Qualis mostrou que os critérios definidos favorecem principalmente a publicação em revistas internacionais e fazem uso do Fator de Impacto do ISI. O Impacto Pós-Portal, como foi denominado, indicou um efeito positivo, notado pelo aumento da média de citações recebidas na SciELO, por aproximadamente 70% das revistas da amostra (Ciências da Vida), após o ano de publicação no Portal. A comparação do impacto nacional versus internacional das revistas SciELO mostrou que revistas indexadas também no ISI são citadas com mais freqüência naquela base, além de receberem aproximadamente 72% das citações de revistas ISI de autores estrangeiros e terem os artigos em colaboração (nacional e internacional) mais citados que aqueles em autoria única. Em relação às revistas publicadas somente na SciELO, verificou-se que são citadas em quantidades similares naquela base e nas bases do ISI, recebem 68% das citações de revistas ISI de autores estrangeiros e têm seus artigos de autoria única mais citados, seguidos daqueles em colaboração nacional. A análise multivariada dos indicadores das revistas SciELO permitiu a identificação de diferentes grupos de revistas, discriminados de acordo com as diferentes práticas de comunicação científica. Conclusões. A adequação dos critérios utilizados na avaliação da produção científica nacional pode ser conseguida considerando-se indicadores de impacto mensurados a partir de citações provenientes das revistas nacionais, definindo critérios que valorizem a publicação em revistas nacionais de qualidade reconhecida, o que permitirá a publicação de trabalhos importantes na língua portuguesa, e estimulará o processo de melhoria de qualidade das revistas nacionais.

Fator de Impacto, produção científica e qualidade das revistas médicas brasileiras

A comunidade científica brasileira vem sendo altamente influenciada pelo fator de impacto das revistas onde ela publica os seus trabalhos. Um dos indicadores utilizados e aceitos, no Brasil, pela maioria dos pesquisadores, instituições de ensino e pesquisa e agências financiadoras de pesquisa e pós-graduação, particularmente pelo CNPq e pela Capes, é o Science Citation Index (SCI), da base de dados do Institute for Scientific Information (ISI) divulgado pelo Journal Citation Reports (JCR).

Memórias do Instituto Oswaldo Cruz é a revista científica com maior fator de impacto da América Latina

O artigo trata do reconhecimento da revista Memórias do Instituto Oswaldo Cruz, como revista científica de maior impacto na América Latina em 2006 pelo Journal of Citation Reports, a partir do índice calculado pelo Institute for Scientific Information (ISI), órgão internacional responsável por avaliar a relevância dos periódicos científicos indexados de todo o mundo.