Avaliação de Pesquisa Científica e de Instituições

Perspectiva y retos de los profesionales de la evaluación científica y la bibliometría

El panorama actual de indicadores se caracteriza por una gran ebullición en cuanto a nuevas fuentes de información científica y propuestas de indicadores científicos. Sin embargo, los procesos de evaluación nacionales en España y América Latina se caracterizan por emplear indicadores y criterios definidos por un conservadurismo y una visión de la ciencia actual cada vez más obsoletos y cortos de miras. En esta nota reflexionamos sobre esta paradoja y planteamos ideas sobre cómo podríamos trabajar desde la comunidad bibliométrica tanto académica como profesional, para conectar estos dos mundos, el de la investigación en el desarrollo de indicadores y el de los procesos nacionales de evaluación, cada vez más alejados.

Transparência nas contribuições e responsabilidades dos autores para promover a integridade na publicação científica

De acordo com o crescente movimento da publicação científica em direção à transparência de dados e métodos, propomos mudanças nas políticas e procedimentos de autoria de periódicos para fornecer informações sobre qual autor é responsável por quais contribuições, melhor garantia de que a lista está completa e padrões claramente articulados. justifique ganhar crédito de autoria. Para atingir esses objetivos, recomendamos que os periódicos adotem padrões comuns e transparentes de autoria, descrevam as responsabilidades dos autores correspondentes, adotem a metodologia de Taxonomia dos Papéis do Colaborador (CRediT) ( docs.casrai.org/CRediT ) para atribuir contribuições, inclua essas informações no artigo metadados, e exigem que os autores usem o identificador digital persistente ORCID ( https://orcid.org). Além disso, recomendamos que universidades e instituições de pesquisa articulem expectativas sobre os papéis e responsabilidades do autor para fornecer um ponto de entendimento comum para a discussão de autoria entre as equipes de pesquisa. Além disso, propomos que as agências financiadoras adotem o identificador ORCID e aceitem a taxonomia do CRediT. Encorajamos as sociedades científicas a promover a transparência da autoria, assinando essas recomendações e promovendo-as através de seus programas de reuniões e publicações.

Uma análise dos principais tópicos de pesquisas investigados pelos pesquisadores doutores brasileiros

A produção e publicação de trabalhos científicos apresentou um crescimento impressionante nas últimas décadas, sendo a internet o principal fator de acesso e difusão desses para a comunidade. Diante disto, nota-se um interesse global de todas áreas do conhecimento quanto a estudos sobre dados de produções científicas, a fim de conhecer o que se tem feito acerca da ciência. Sendo que, o entendimento sobre como as pesquisas têm evoluído, pode  servir de base para construção de políticas científicas, visando novos avanços na ciência, ou impulsionar grupos de pesquisas a se tornarem mais produtivos. Neste contexto, o objetivo do estudo é analisar os tópicos de pesquisa publicados ao longo dos últimos 55 anos de trajetória da ciência brasileira de pesquisadores doutores, no intuito de mapear o conhecimento científico e identificar temas em destaques. Para isso, são realizadas a caracterização geral e uma análise dos dados referentes às palavras-chave dos artigos publicados em anais de congressos e em periódicos, pelos doutores que têm currículos cadastrados na Plataforma Lattes. Os resultados mostraram uma visão geral sobre as palavras-chave utilizadas pelos doutores, e, assim, identificação e análise dos principais tópicos de pesquisas desenvolvidos por eles. Como considerações finais, constatou-se a validade dos resultados do ponto de vista quantitativo, para auxiliar no entendimento sobre o desenvolvimento da ciência brasileira.

Produtividade científica: um estudo exploratório de métricas e incentivos

A pressão competitiva para maximizar as atuais medidas bibliométricas de produtividade está comprometendo a integridade da literatura científica. Esforços estão em andamento para enfrentar a "crise de reprodutibilidade", encorajando o uso de métodos confirmatórios mais rigorosos. No entanto, enquanto a produtividade continuar a ser definida pelo número de descobertas que os cientistas publicam, o fator de impacto dos periódicos que publicam e o número de vezes que seus artigos são citados, eles relutam em aceitar métodos de alta qualidade e conduzir e publicar estudos de confirmação / replicação. Este estudo exploratório examinou uma amostra de ensaios clínicos de fase II-IV rigorosos, incluindo estudos não publicados, para determinar se métricas e incentivos mais adequados podem ser desenvolvidos. Os resultados sugerem que procedimentos rigorosos ajudarão a reduzir falsos positivos, mas na medida em que métodos de qualidade mais alta são aceitos como padrão de prática, os incentivos bibliométricos atuais desencorajarão estudos inovadores e encorajarão os cientistas a mudar sua pesquisa para estudos menos informativos de assuntos que já estão sendo mais ativamente investigados. No entanto, os resultados também sugerem que é possível desenvolver um sistema de recompensas mais apropriado. Em contraste com os atuais incentivos bibliométricos, avaliações da qualidade dos métodos e reprodutibilidade dos resultados, inovação e diversidade de pensamento e quantidade de informações produzidas podem servir como medidas e incentivos que mantenham a integridade da literatura científica e maximizem o progresso científico. . mas, na medida em que métodos de qualidade superior são aceitos como o padrão de prática, os atuais incentivos bibliométricos desencorajarão estudos inovadores e encorajarão os cientistas a mudar sua pesquisa para estudos menos informativos de assuntos que já estão sendo mais ativamente investigados. No entanto, os resultados também sugerem que é possível desenvolver um sistema de recompensas mais apropriado. Em contraste com os atuais incentivos bibliométricos, avaliações da qualidade dos métodos e reprodutibilidade dos resultados, inovação e diversidade de pensamento e quantidade de informações produzidas podem servir como medidas e incentivos que mantenham a integridade da literatura científica e maximizem o progresso científico. . mas, na medida em que métodos de qualidade superior são aceitos como o padrão de prática, os atuais incentivos bibliométricos desencorajarão estudos inovadores e encorajarão os cientistas a mudar sua pesquisa para estudos menos informativos de assuntos que já estão sendo mais ativamente investigados. No entanto, os resultados também sugerem que é possível desenvolver um sistema de recompensas mais apropriado. Em contraste com os atuais incentivos bibliométricos, avaliações da qualidade dos métodos e reprodutibilidade dos resultados, inovação e diversidade de pensamento e quantidade de informações produzidas podem servir como medidas e incentivos que mantenham a integridade da literatura científica e maximizem o progresso científico. . os atuais incentivos bibliométricos desencorajarão estudos inovadores e encorajarão os cientistas a mudar sua pesquisa para estudos menos informativos sobre assuntos que já estão sendo mais ativamente investigados. No entanto, os resultados também sugerem que é possível desenvolver um sistema de recompensas mais apropriado. Em contraste com os atuais incentivos bibliométricos, avaliações da qualidade dos métodos e reprodutibilidade dos resultados, inovação e diversidade de pensamento e quantidade de informações produzidas podem servir como medidas e incentivos que mantenham a integridade da literatura científica e maximizem o progresso científico. . os atuais incentivos bibliométricos desencorajarão estudos inovadores e encorajarão os cientistas a mudar sua pesquisa para estudos menos informativos sobre assuntos que já estão sendo mais ativamente investigados. No entanto, os resultados também sugerem que é possível desenvolver um sistema de recompensas mais apropriado. Em contraste com os atuais incentivos bibliométricos, avaliações da qualidade dos métodos e reprodutibilidade dos resultados, inovação e diversidade de pensamento e quantidade de informações produzidas podem servir como medidas e incentivos que mantenham a integridade da literatura científica e maximizem o progresso científico. . os resultados também sugerem que é possível desenvolver um sistema de recompensas mais apropriado. Em contraste com os atuais incentivos bibliométricos, avaliações da qualidade dos métodos e reprodutibilidade dos resultados, inovação e diversidade de pensamento e quantidade de informações produzidas podem servir como medidas e incentivos que mantenham a integridade da literatura científica e maximizem o progresso científico. . os resultados também sugerem que é possível desenvolver um sistema de recompensas mais apropriado. Em contraste com os atuais incentivos bibliométricos, avaliações da qualidade dos métodos e reprodutibilidade dos resultados, inovação e diversidade de pensamento e quantidade de informações produzidas podem servir como medidas e incentivos que mantenham a integridade da literatura científica e maximizem o progresso científico. 

O ranking internacional da posição latino-americana: um olhar reflexivo

Este artigo realiza uma breve revisão dos rankings internacionais e identifica os três mais relevantes e com maior influência nas instituições de ensino superior. Analisa as características distintivas deles e como os seus resultados impõem um modelo de universidade: o da universidade elitista de pesquisa. A universidade de “classe mundial” representa o modelo de universidade desejável e coloca em uma situação de marginalidade às universidades latinoamericanas.

Mulheres no mundo da ciência e da publicação científica

Estimular a igualdade de gênero em CSP é nosso compromisso. Somos três Editoras-chefe mulheres, todas tivemos filhos e sabemos perfeitamente o esforço que foi necessário para chegar aqui. A participação de mulheres em nosso corpo editorial é de 50%, o que ainda é insuficiente considerando sua presença majoritária no campo da Saúde Coletiva. Ao pretendermos aumentar a participação feminina na ciência, precisamos dar visibilidade e posição destacada às mulheres. Essa é uma das melhores formas de atrair jovens para a carreira científica, contribuindo para um mundo mais justo, inclusivo e igualitário. Abracemos a diversidade de gênero!

Sobre a integridade ética da pesquisa*

A ciência vive de sua credibilidade, da qual depende sua principal razão de ser: seu potencial para fazer diferença na vida das pessoas, por meio da ampliação do estoque de seus conhecimentos e dos meios de orientação racional de suas ações. Assim, no que concerne à integridade da pesquisa, a missão que se impõe hoje a todos os pesquisadores e instituições comprometidos com o avanço da ciência é educar e prevenir, para que seja cada vez menos necessário investigar e punir.

Sobre a integridade ética da pesquisa*

A ciência vive de sua credibilidade, da qual depende sua principal razão de ser: seu potencial para fazer diferença na vida das pessoas, por meio da ampliação do estoque de seus conhecimentos e dos meios de orientação racional de suas ações. Assim, no que concerne à integridade da pesquisa, a missão que se impõe hoje a todos os pesquisadores e instituições comprometidos com o avanço da ciência é educar e prevenir, para que seja cada vez menos necessário investigar e punir.

A relação entre a qualidade da pesquisa, a experiência dos pesquisadores e seu ambiente acadêmico

Este artigo investiga até que ponto a experiência dos pesquisadores e a solidez do seu ambiente acadêmico influenciam a qualidade de sua pesquisa. As hipóteses são derivadas dos pressupostos que a experiência atende a pesquisa de qualidade e que existem excelentes sinergias intelectuais a serem obtidas através da interação com muitos colegas que são pesquisadores ativos. Todos os artigos publicados entre 2000 e 2006 em cinco jornais de transporte líderes estão incluídos na análise, e a qualidade da pesquisa é medida pelo número de vezes que cada artigo é citado em agosto de 2016. Controlando outros fatores que influenciam as citações, como a idade do artigo e a número de referências, o achado mais importante é que tanto a experiência quanto o ambiente acadêmico são importantes para a realização de pesquisas de qualidade. Quando a experiência dos autores, medido pelo número de publicações anteriores, aumenta em 1% em relação ao seu nível médio, espera-se que os artigos publicados garanticem citações de 0,31% mais. Além disso, quando a atividade de pesquisa na unidade à qual os autores são afiliados, medida pelo número total de publicações da unidade, aumenta em 1% em relação ao seu nível médio, o número de vezes que seus artigos serão citados aumentará em 0,19%. Isso indica que, relativamente falando, a própria experiência e mérito dos pesquisadores significa mais do que o ambiente acadêmico em relação à produção de pesquisas de alta qualidade. Os resultados acima nos permitem discutir como a experiência dos pesquisadores pode compensar o trabalho em comunidades acadêmicas menos ativas, mantendo a qualidade da pesquisa constante. Se espera que seus artigos publicados garanticem citações de 0,31% mais. Além disso, quando a atividade de pesquisa na unidade à qual os autores são afiliados, medida pelo número total de publicações da unidade, aumenta em 1% em relação ao seu nível médio, o número de vezes que seus artigos serão citados aumentará em 0,19%. Isso indica que, relativamente falando, a própria experiência e mérito dos pesquisadores significa mais do que o ambiente acadêmico em relação à produção de pesquisas de alta qualidade. Os resultados acima nos permitem discutir como a experiência dos pesquisadores pode compensar o trabalho em comunidades acadêmicas menos ativas, mantendo a qualidade da pesquisa constante. Se espera que seus artigos publicados garanticem citações de 0,31% mais. Além disso, quando a atividade de pesquisa na unidade à qual os autores são afiliados, medida pelo número total de publicações da unidade, aumenta em 1% em relação ao seu nível médio, o número de vezes que seus artigos serão citados aumentará em 0,19%. Isso indica que, relativamente falando, a própria experiência e mérito dos pesquisadores significa mais do que o ambiente acadêmico em relação à produção de pesquisas de alta qualidade. Os resultados acima nos permitem discutir como a experiência dos pesquisadores pode compensar o trabalho em comunidades acadêmicas menos ativas, mantendo a qualidade da pesquisa constante. o número de vezes que seus artigos são citados aumentará em 0,19%. Isso indica que, relativamente falando, a própria experiência e mérito dos pesquisadores significa mais do que o ambiente acadêmico em relação à produção de pesquisas de alta qualidade. Os resultados acima nos permitem discutir como a experiência dos pesquisadores pode compensar o trabalho em comunidades acadêmicas menos ativas, mantendo a qualidade da pesquisa constante. o número de vezes que seus artigos são citados aumentará em 0,19%. Isso indica que, relativamente falando, a própria experiência e mérito dos pesquisadores significa mais do que o ambiente acadêmico em relação à produção de pesquisas de alta qualidade. Os resultados acima nos permitem discutir como a experiência dos pesquisadores pode compensar o trabalho em comunidades acadêmicas menos ativas, mantendo a qualidade da pesquisa constante.

Influência e Limites do Fator de Impacto como Métrica de Avaliação na Ciência

O Fator de Impacto permeia a consciência coletiva dos pesquisadores, tornando-se uma medida que traduz a qualidade dos periódicos, os artigos neles publicados e seus autores. Este artigo objetiva apresentar e discutir o Fator de Impacto, indicador bibliométrico que ocupa lugar de discussão no âmbito da comunidade científica, internacional e nacional, numa amplitude histórica e contemporânea. Descreve a origem do Fator de Impacto e sua implantação pelo Institute for Scientific Information. Abrange o Fator de Impacto como instrumento bibliométrico e a sua importância na aferição da qualidade dos periódicos científicos, artigos científicos e esquisadores. Discute as críticas referentes à inadequação do Fator de Impacto para avaliação da produção científica, seu uso inadequado e estratégias alternativas para metrias na ciência, pontuando também o ambiente digital. Procura mostrar pontos a favor e contra o Fator de Impacto, considerando o atual contexto da publicação científica, com uma visão crítica das métricas utilizadas para avaliação da produtividade científica.